Monday, December 10, 2007

ANGEL BUTCHER - A entrevista a Manu (baterista).

Os ANGEL BUTCHER são uma banda Brasileira que iniciou as suas actividades em 1986. A banda teve um bom período no final da década de 80 no qual gravam 1 Live Demo (1987) e 2 Demo Tapes (1988 e 1989). Durante mais de uma década os ANGEL BUTCHER estiveram adormecidos, felizmente em 2006 a banda decide lançar uma nova Demo intitulada, “The Angels are Back”. Tal como vos tinha prometido aqui fica uma pequena entrevista que efectuei com o baterista da banda, Manu.
F.R.: Boa noite Manu, durante todos estes anos a banda apenas gravou 4 Demo Tape. Podes dizer-me qual foi a vossa formação de 1988 a 90? Tenta falar um pouco mais sobre os elementos que fizeram parte dessa primeira formação e que actualmente já não se encontram na banda.
Manu: E ai tudo bem? Na verdade o ANGEL BUTCHER começaram em 1986 e somente eu (Manu “Joker” bateria) continuo da formação original, que era completada na época por Gereba (Vocal), Tavinho (Guitarra), Valdo S. (Baixo). Tivemos algumas mudanças nesses anos todos e estamos estabilizados desde 2003 comigo na bateria e vocal, Maurício “Desecrator” (guitarra e vocal), Kim (Baixo) e Paulista (Guitarra). O Maurício tocou no ANGEL BUTCHER em 88 mas ficou pouco tempo, os outros dois vieram nessa nova fase e espero que tudo fique como está.
F.R.:Em que período é que você tocou nos SARCÓFAGO? Diga-me datas concretas, li na net que foi de 89 a 91, certo?
Manu: Entrei na banda para gravar o LP "Rotting" e fiquei até ao final de 91 quando resolvi sair para me dedicar exclusivamente ao ANGEL BUTCHER. Além de ter gravado o disco fiz 3 shows com o SARCÓFAGO ao lado dos americanos do D.R.I. em São Paulo (1991). Atualmente tenho tocado com os caras novamente (menos o Wagner) no “Tributo ao Sarcófago” e tem sido bem legal. Dia 20 de outubro tocaremos em Santiago (Chile) ao lado do grande POSSESSED.
F.R.: Qual ou quais as razões que levaram você a abandonar os SARCOFAGO???
Manu: Desde que fui chamado a entrar na banda deixei claro que minha prioridade na época era o ANGEL BUTCHER e quando as coisas começarama ficar complicadas resovi sair. Eu estava iniciando a faculdade de arquitetura, morando em outra cidade e isso atrapalhava um pouco. Por fim na época o clima na banda não era dos melhores e acabei me desmotivando... Hoje porém as coisas estão bem legais e se estamos tocando juntos de novo (No Tributo) o motivo principal foi um ambiente mais positivo que o daquela época.

F.R.: O SARCÓFAGO sempre teve um som muito obsuro, você concordava com essas ideologias na altura em que gravaram o LP “Rotting”? E actualmente ainda concorda?
Manu: Nunca dei a mínima para satanismo, isso pra mim é uma completa idiotice (risos). O Sarcófago no início era voltado para esse tema pois eramos moleques influenciados por VENOM, CELTIC FROST, BATHORY, porém com o tempo nossa postura se tornou muito mais agnóstica do que propriamente satanista. Particularmente acho que as religiões estão servindo para piorar o mundo ao invés de ajudá-lo, porém não vai ser adorando Satã que as coisas irão melhorar...
F.R.: Sabe qual ou quais as razões que levaram ao fim das actividades do SARCÓFAGO?
Manu: Isso só o Wagner ou o Gegê para responder, mas creio que as constantes mudanças de formação e o radicalismo da cena cansaram um pouco os caras...Mas como pode ver apesar do Wagner continuar recluso os outros ex-integrantes estão animados a tocar novamente e creio que ainda temos muita coisa a fazer juntos.
F.R.: Você vive da música? Qual a sua actual profissão? E a dos outros membros da banda?
Manu: Eu sou arquiteto e gestor ambiental, além disso toco no ANGEL BUTCHER, Tributo Ao Sarcófago e no U-GANGA (
www.myspace.com/uganga) sendo que essa última está na ativa desde 1993. Já lançamos 2 cds oficiais, 3 demos e participamos de algumas coletãneas. No início de 2008 iremos lançar nosso novo cd pela Incêndio Discos e também um DVD que deve ficar pronto até o meio do ano. Voltando ao ANGEL BUTCHER todos os integrantes têm seus trabalhos, o Maurício é publicitário, o Kim trabalha no aeroporto de Uberaba e o Paulista é tatuador e roadie profissional.
F.R.: Quais a razões que nunca vos levaram a fazer letras em Português?
Manu: Já gravamos algumas músicas em português nas demos antigas do ANGEL BUTCHER ("Funeral de Fantoches", "Podre Sociedade", "Space Creck"...) mas nossa prioridade é compor em inglês pois é uma caracteristica da banda desde o início. Já o U-GANGA trabalha com 100% do material em português.
F.R.: Vocês percebem muito de Inglês ou são como o João Gordo dos R.D.P. ? (É que ele já por diversas vezes afirmou que escreve e canta em Inglês mas não percebe muito de Inglês. Até disse o seguinte “Cara, foi a editora que exigiu”).
Manu: Na verdade gosto de compor nas duas línguas, pro ANGEL BUTCHER o inglês dá mais certo, nossas letras são menores, mais Hard Core mesmo...Já no U-GANGA o ”recado” fica mehor em português, são letras maiores e mais complexas...Quanto ao Gordo, sempre preferi ele cantando em português, até porque o inglês dele ninguem entende hahahahahaha...
F.R.: Quantos concertos vocês deram naquele vosso 1º período de existência?
Manu: Tocamos bastante na segunda metade dos anos 80, rolavam vários festivais aqui na região e sempre chamavam o ANGEL BUTCHER. Foi uma época muito legal onde as bandas eram bem mais unidas do que hoje em dia...

F.R.: Quais as bandas com quem vocês tocaram nesses concertos (final década 80)?
Manu: Naquela época dividimos palco com bandas como GENOCIDIO, P.U.S., BESTIAL WAR, CIRRHOSIS, NOSFERATU, MEGATHRASH, TERMINATOR, DISGRACE, ANGER ... Desde a volta (2003) o número de shows foi menor pois o Maurício agora mora a 2.000 km distância de onde eu moro (Uberaba), o que limita nossas apresentações a uns 2 meses por ano quando ele vem de férias. A situação ainda é mais complicada pois o U-GANGA está sempre em tour e com o Tributo Ao Sarcófago a correria só aumentou. Mesmo assim desde a volta já tocamos com LOBOTOMIA, CALIBRE 12, FLANDERS entre outros...

F.R.: Vocês tocavam alguma cover na década de 80?
Manu: Antigamente tocávamos covers de bandas como LOBOTOMIA, PSIKOZE, S.O.D., VULCANO...Hoje apenas tocamos uma dos MOTÖRHEAD e continuamos tocando "United Force" dos S.O.D., um grande clássico!!!
F.R.: Você conhece alguma banda Portuguesa? Especialmente bandas Portuguesas da década de 80?
Manu: Conheço algumas Mata-Ratos, tinha uma bem antiga que se chamava Tarântula... Sei que a cena ai é bem forte mas confesso que conheço poucas bandas, desculpe...

F.R.: Fale-me um pouco da formação actual da banda, quem são, quais as suas idades, em que bandas é que tocaram ou ainda tocam, etc, etc ? (Esta entrevista foi efectuada em Novembro de 2007).
Manu: A formação actual do ANGEL BUTCHER é a seguinte:
Manu “Joker” (Bateria e Voz) 35 anos .
Outras bandas que toca: U-GANGA, Tributo Ao Sarcófago e O EREMITA,
Bandas que tocou no passado: SARCÓFAGO, ODD MELLODY e NUTS.
Maurício “Desecrator” (Guitarra e Voz) 35 anos.
Outras bandas que toca: KROFADER.
Bandas que tocou no passado: CUSPINDO MARIMBONDO.
Kim “Beermosh” (Baixo) 28 anos.
Bandas que tocou no passado: CUSPINDO MARIBONDO, DCV.
Wesley “Paulista” (Guitarra ) 29 anos.
Outras bandas que toca: OLORUM.
Bandas que tocou no passado: SEU JUVENAL e SUFFER MASS.

F.R.: Quais são as suas bandas Brasileiras favoritas da década de 80?
Manu: Cara tem várias, DORSAL ATLÂNTICA, OLHO-SÊCO, SARCÓFAGO, SEPULTURA, VULCANO, PSYCHIC POSSESSOR, HOLOCAUSTO, RDP, TITÃNS, LOBOTOMIA, RACIONAIS...

F.R.: Como tem sido a aceitação desta vossa nova demo por parte das editoras?
Manu: Temos recebido excelentes resenhas da demo em revistas como Roadie Crew, Rock-Hard Valhalla etc...Hoje em dia os selos estão enfraquecidos pelo mp3 mas temos contado com o apoio da Incêndio Discos (gravadora do U-GANGA) na distribuição de nossa demo, que teve aprimeira prensagem esgotada.

F.R.: Já têm algum contacto para a gravação de um possível 1º CD? A “Cogumelo Records” nunca mostrou nenhum interesse em lançar as vossas músicas? Nem que fosse apenas as músicas antigas?
Manu: Fomos sondados por alguns selos mas ainda não temos nada certo. A Cogumelo é um desses selos, mas preferimos gravar o cd novo de forma independente e negociar somente o lançamento com alguma gravadora. Tudo é possível mas com certeza em 2008 teremos um cd oficial do ANGEL BUTCHER para comemorar nossos 22 anos de banda.

1 Comments:

Blogger Rob said...

Sim, senhor. Boa entrevista, boa banda e boa informação.
Parabéns, espero ver mais qualidade como esta por esses lados.

Força, e fica bem,
Roberto França

10:03 AM  

Post a Comment

<< Home